The Only Exception
Segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

capítulo 5. ❤

este capítulo é dedicado à cátia maria, por planear logo os acontecimentos da fic. x.x

stor: foi como eu disse.

eu: fogo, stor ! porquê o justin ? logo o justin !

stor: por saber o amor que vocês têm um pelo outro, tem que começar a confiar um no outro.

ele: óh stor, se depender dela eu morro.

eu: ai morres mesmo !

stor: as crianças já acabaram, ou é preciso irem dormir a sesta para acalmarem ?

eu: o stor lembrasse de eu no final do ano lhe dizer que gostava muito de sim ? bem, pode esquecer isso. - serrei os olhos.

stor: rigth, vivo bem sem isso. - sorriu.

anna: stor ?

stor: sim ?

anna: pronto, já escolheu um par faltam os outros.

stor: tens razão, e começamos já por ti.

anna: isso vai ser mais facil, num conheço ninguém e não.

stor: ficas com o jake.

anna: hmm, por mim. - vira-se para o jake - se me deixas caír, perdes logo o que faz ser homem !

jake: stor ? estou com medo !

stor: vamos lá continuar, ryan ficas com a keana.

ryan: está bem.

stor: não, pensando melhor ficas com a payton.

payton: a payton o quê ? - pergunta ao regressar à realidade.

stor: ficas com o ryan.

payton: hmm, ok. era muito mau perguntar para quê que eu tinha que ficar com ele ? - mordeu o lábio.

stor: era payton, era.

payton: pronto, então eu não pergunto. - esforçou um sorriso.

stor: luke, tu ficas com a kisondra ! a keana fica com a bridgit, brit, pesso desculpa. - sorriu.

eu: óh mãe, é desta que a tua amiga morre. - sussurrei.

ele: eu estou a ver é que quem vai morrer hoje, sou eu.

eu: hmm, com medinho meu amô ?

ele: medinho de ti ? pahahah, sonha, enquanto os sonhos são de borla !

stor: posso prosseguir, ou vão continuar com o dialogo ?

eu: pode, pode.

stor: sasha tu ficas com a candy. (aluna que num interessa nem ao menino jesus xD) vamos lá começar.

keana: stor, explique melhor que eu não percebi.

payton: se ela não percebeu, eu muito menos. - sussurrou.

ryan: calma, eu já fiz este exercicio, qualquer duvida eu posso-ta esclarecer. - sorriu.

anna: eita, que o homem é logo directo !

payton: eu vou ter que me deixar de dar contigo. - sussurrou.

eu: ahahahahahahah. - tive um ataque de riso.

stor: então isto é assim; vocês vão-se deixar caír nos braços dos vossos colegas. tem ali uma mesa para cada par, eu vou estar aqui a avaliar e auxiliar-vos em qualquer duvida que tenham.

ele: e ligar ao 112, quando for preciso.

stor: também, também. - ri-se - bem turma, vamos lá !

que degredo, em parte o meu bem-estar fisico vai estar nas mãos daquele otário ! mãezinha, reza por mim, se não a proxima vez que nos virmos, vou estar eu ligada às máquinas.

ele: oupa, sobe.

eu: não mandas em mim. - cruzei os braços.

ele: deixa de te armares, não ouviste o stor ?

eu: desculpa lá, mas ele não disse que tinha que ser eu a começar, portanto.

ele: lá para a rapariga, mas tu estás sempre de TPM ?

eu: sim, o ano inteiro, uma pena num achas ?

ele: aff. - bufou.

eu: se te achas assim tão homem, sobe tu primeiro.

ele: e subo !

eu: então sobe. - descruzei os braços e fiz-lhe sinal para subir.

ele: à vontade - subiu - agora vê lá.

eu: confia em mim.

ele: num me faças rir numa altura destas.

eu: otário !

ele: vou-me deixar caír, vê lá.

eu: tá tá, oupa.

ele: meu paizinho, por tudo que é mais sagrado, salva-me desta.

eu: mas vais deixar-te de dramatismos ou não ?

ele: stressada de uma figa.

eu: e de uma maçã também, anda lá.

ele: ok, um, dois ...

eu: três. - ele deixou-se caír.

e advinhem ? é tão gordo que me deitou ao chão também. Deus me livre, vou ter que cortar nos pudins de chocolate lá em casa !

eu: autch !

ele: eu sabia que não devia ter confiado em ti. - levantou-se.

eu: apartir de agora num há mais pudins de chocolate para ninguém. - serrei os olhos.

stor: estão bem, vocês os dois ? - gritou.

eu: eu estou, o justin é que está um bocado acima do peso !

ele: olha eu lá tenho culpa que sejas fraca ?

eu: eu é que não tenho culpa de seres gordo ! - virei a cara.

e deparei-me com um cenário lindo entre a payton e o ryan.

payton: já mencionei que tenho vertigens ? - mordeu o lábio.

ryan: não, mas também não tens que te preocupar.

payton: tenho pois, e se eu caiu ? - voltou a morder o lábio.

ryan: confia em mim.

payton: num sei se consigo.

ryan: não sabs se consegues confiar em mim ?

payton: não, desculpa.

ryan: isto exercicio baseia-se nisso mesmo, em ganhares confiança, não tens nada que pedir desculpas. - sorriu e aproximou-se dela.

payton: mesmo assim.

ryan: payton, eu já fiz o exercicio - pos-lhe as mãos na cara e ficaram frente-a-frente (com grandes olhares) - é a tua vez de confiares em mim. - sorriu.

payton: está bem. - mordeu o lábio.

ryan: boa, vamos lá então. - sorriu e afastou-se dela.

payton: a minha vida está nas tuas mãos.

ryan: está bem dramática. - soltou uma gargalhada.

payton: um, dois, três. - deixou-se caír.

e como era de esperar ele segurou-a.

ryan: vês como conseguiste ? - disse ao po-la totalmente equilibrada no chão.

payton: pois foi. - sorriu - obrigado. - abraçou-o.

ryan: de nada. - sorriu e retribui o abraço.

payton: ai desculpa. - disse dando-se conta do que estava a fazer.

ryan: não tens nada que pedir desculpas. - deu outra gargalhada.

payton: bem, vamos continuar ? - disse tentando fugir ao assunto.

ele: vais continuar aí especada ou vais subir tu ?

eu: só espero que utilizes essa gordura como força.

ele: olha gorda és tu, que lata meu. - arqueou a sobrancelha.

eu: minha, eu sou uma minha !

ele: eu sei que gostavas de ser minha, sei, sei. - esboçou um sorriso convencido.

eu: encherga-te ! vamos lá oupa !

ele: sobe.

eu: ai, vais começar com as ordens ?

ele: pronto, importas-te de subir ?

eu: assim está melhor. - sorri e subi.

ele: que sorte a minha ! - bufou.

eu: aos três. um, dois, três. - deixei-me caír.

e por incrivel que possa parecer ele segurou-me com mesmo muito cuidado, como se eu fosse uma boneca que a qualquer momento pudesse partir, balançou-me para a frente, dando-me assim hipotese de eu estar equilibrada, virei-me para ele, mas reparei que estava próxima de mais, muito de mais mesmo !

estava uns milimetros dele, e até a sua respiração sentia, e estranhamente ele não se afastou ou afastou-me a mim, apenas nos ficamos a olhar, como se fosse a primeira vez que nos olhassemos, estavamos a explorar cada parte do rosto um do outro, o que me pareceu super estranho.

ele: hmm, ahmm.

stor: já vi que todos fizeram o exercicio, uns mais que uma vez, outras não, mas o certo é que fizeram, e visto que é o primeiro dia de aulas, podem saír mais cedo. - disse interrompendo aquele clima.

eu: sempre me conseguiste apanhar. - disse para tentar disfarçar o que se tinha passado.

ele: eu disse-te.

anna: vamos. - puxou-me.

não evitei e olhei para trás, e ele estava-me a fitar de uma maneira diferente ... pára caitlin, coisas da tua cabeça !

payton: depois vamos para casa ?

eu: claro.

payton: anna, queres vir ?

anna: hoje não dá, fica para amanhã sorriu.

payton: está bem.

...

payton: vamos cate, o justin já deve estar à nossa espera. caitlin ! - gritou.

eu: hmm, sim ?

payton: estavas a pensar em quê ?

eu: em nada, em nada. vamos ?

payton: estás estranha- arqueou a sobrancelha - mas sim, vamos.

eu: tchau anna.

anna: tchau. - sorriu.

payton: vamos ? justin ? - estalou os dedos em frente da sua cara.

ele: hmm, que foi ?

payton: mas hoje está tudo no mundo da lua ?

ele: desculpa, estava a pensar numa coisa.

payton: no mesmo que a cate, calculo !

eu/ele: não !- gritamos.

payton: eý, calma !

ele: hmm, vamos ?

eu: olha ali o chris, vamos ! - puxei-a.

e ela logo veio atrás. estava um clima mais que estranho e isso era mais que notavel !

 

continua ...

estás a ler:
publicado por p;αndяαde. ॐ às 21:43
| comentar.
12 pintinhos piu:
De carolina lewis a 27 de Setembro de 2010 às 23:22
ohhhh que lindooooooooos *-*
beijinhos :)
De »Andry Agrelα.* a 28 de Setembro de 2010 às 09:27
-que lindooo +_________+
beijinho :b
De Vida animal a 28 de Setembro de 2010 às 10:08
Então, não te esqueças de votar (;
De daduca a 28 de Setembro de 2010 às 13:21
=D beijos queridaaaaaa
De - huun a 28 de Setembro de 2010 às 17:49
estou a adorar sabias ? *-*
ai quero maiiiis ! maisss !
<3
De Meia Hora a 28 de Setembro de 2010 às 18:07
POIS...
de nada!
De Catie ♥ a 28 de Setembro de 2010 às 19:06
Lá isso tens razão ,
estou a gostar muito da tua fic (:
De Dri a 28 de Setembro de 2010 às 21:31
de nada.
:D
De Carla* a 28 de Setembro de 2010 às 21:36
Ahahah Eu também:D Mas enfim, fiz um esforço para sair algumacoisa minimamente fofinha :b
De Catherine a 28 de Setembro de 2010 às 22:11
tbm já te sigo *

comentar.